.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Dogville

É uma cidade habitada por pessoas humildes, cada membro da família pensava como o sistema, individualista, egoísta e preconceituosa. Num dato momento, a cidade recebe uma garota de alma frágil, porém, imprevisível. A simples humana estava foragida de um grupo de gângster, que por sinal o chefe era seu pai, tal queria mata-la.

O caro Tom, escritor e filósofo da Villa, ao conhecer a bela garota, começou a usá-la para conseguir seus objetivos e com isso, só o tornou conhecedor de si, chegando atormentá-lo a alma.

Porém no desenrolar da história, a comunidade de dogvile começou a explorar a bela garota, os homens, a usava para o sexo e as mulheres para os serviços domésticos. Era  difícil e infeliz a vida daquela linda garota, sofria horrores. O que a garota fazia para aguentar a vida dolorosa, era apenas ter certeza de que momentos melhores virão. Buscava  elevar seus pensamentos e o amor. Até que um dia, o velho tom decidiu entregar a garota para os gângster. Daí, ele provou do seu próprio veneno.

Isso porque, o pai da garota deu-lhe poderes a linda menina para fazer o que quiser, após os pedidos de perdão e aceitação entre eles. Queime a cidade, e mate um por um, essa foi a ordem. O querido Tom, o ultimo que estava vivo em Dogville foi conversar com a linda menina, e a frágil garota sacou-lhe a arma e disse que ele não iria escrever mais nada e assim apertou o gatilho. Ninguém ficou vivo para contar a história de dogville, exceto, o cachorro que ficou a latir.    
                    
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial