.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Jovens fazem mutirão para combater o câncer de mama




Quem já passou por um câncer de mama, mulher ou homem, sabe o desconforto que é. No Brasil esse tipo de enfermidade é mais comum entre as mulheres, porém, sendo diagnosticadas previamente, as chances de cura são relativamente boas.



De acordo com informações do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), a taxa de mortalidade do Brasil já chegou a 13.225, desse montante, 120 foram homens.   

  

A partir dessas informações, todos nós sabemos a importância de fazer os exames para identificar se a pessoa tem ou não a doença. Sendo ela, mais comum nas pessoas acima de 35 anos.
    
Pois então, a turma jovem fez um mutirão para combater o câncer de mama e também conscientizar homens e mulheres sobre a importância de realizar o exame que identifica a doença.


A iniciativa foi promovida pelo Rotaract de Ipiaú, nesse último domingo (18), no centro de abastecimento do município. A ação integra as atividades do outubro rosa que é destinado em todo o país para abordar o tema.


Durante a caminhada, além de conversar com as pessoas, os rotarianos distribuíram laços e panfletos explicando os sintomas das doenças e quais os procedimentos a serem tomados.


De acordo com a presidenta do Rotaract, Raphaella Pereira é importante esclarecer para a população os problemas causados pela doença.


Essa é a nossa terceira campanha consecutiva para combater o câncer de mama. O nosso objetivo é conscientizar as pessoas sobre os problemas causados pela enfermidade e que são muitos, por isso, é necessário mostrar para a população mais carente quais os procedimentos a serem tomado”, explicou Raphaella.


A equipe dialogou com centenas de pessoas durante o dia, principalmente com pessoas acima de 35 anos. A questão mais emblemática é que na cidade de Ipiaú ainda não possui atendimento gratuito para a realização dos exames de prevenção e também do tratamento.


Para fazer o exame na cidade é preciso pagar ou se dirigir para o município de Jequié ou Itabuna.  A condição de se locomover até outra cidade pode ser desgastante para o paciente.




Uma das integrantes do Rotaract de Ipiaú, Maianne Matos, também comentou sobre a ação e chamou a atenção do poder público.

“Vale salientar que apenas o mutirão não funciona sem o compromisso do poder público. Fazemos nosso papel todos os anos para conscientizar as pessoas sobre a doença, porém aqui em Ipiaú, a população mais carente ainda não possui atendimento especializado e gratuito.Os governantes deveriam prestar mais serviços para as pessoas que mais necessitam”, ressaltou Maianne.


A redação do Blog Vicente Andrade foi até a secretária de Saúde do município de Ipiaú para colher informações das ações referentes ao combate do câncer de Mama. A secretária de saúde estava em serviço e ficou de enviar relatório sobre as atividades.



Vicente Andrade    
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial