.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Horta comunitária de Ipiaú pede ajuda (Confira o vídeo)





Trabalhador do campo produz o dia inteiro para que a cidade possa desfrutar dos frutos que a terra oferece. Trabalha diariamente para complementar a renda. A horta comunitária de Ipiaú é uma das principais fontes de hortaliças do município e pede ajuda.


A horta comunitária foi iniciada por Hidelbrando Nunes, ex-prefeito da cidade. Novas administrações vieram e esqueceram da comunidade da horta.

São mais de 30 anos plantando e colhendo, vendendo em casa em casa e também na feira livre.

Do plantar ao colher demanda um custo. É valido observar também que em sua maioria, os trabalhadores da horta são senhoras e senhores.

A horta foi esquecida

Cada família usufrui um pedaço de terra, que cabe no máximo 60 aleiras, além disso, eles não recebem ajuda para comprar sementes e adubos, muitos não tem acesso aos bens necessários para plantar. A única coisa que tem em beneficio é que a prefeitura paga a conta de luz do local.

Para melhorar a vida dos trabalhadores da horta é necessário oferecer todo o suporte como sementes e adubos, além disso, uma implantação de irrigação, além de mais terras.

José Marinho trabalha na horta há mais de 32 anos e comenta sobre os problemas emergentes.
Esquerda para direita José Marinho e Leoni

“O que falta aqui é mais terra de qualidade para a gente plantar vários tipos de frutas e verduras, assim como as sementes e adubos para ajudar no desenvolvimento”, sinalizou José.

A história

Seu leoni Silva, 32 anos, foi um dos fundadores da horta e conta que as mulheres tiveram um papel importante para a criação da comunidade.

“ A verba daqui é do governo do estado, foi desde o tempo de Hildebrando. As mulheres se juntaram e foram até a prefeitura na época pedir ajuda, foi quando Hildebrando, junto com Euclides Neto e o Waldir Pires, ofereceu esse pedaço de terra para plantar hortaliças”, explicou Leoni.


A voz da mulher


Deuzuita disse que na horta sempre tinha reunião e disseram que “vinha dinheiro para horta, até hoje estamos esperando, até um tangue tivemos que comprar porque fomos até o secretário e ele disse pra tampar com durepox”, finalizou Deuzuita.
Deuzuita, Luzinete e Reginaldo

Na horta é fácil encontrar mulheres trabalhando, senhoras camponesas que passam o dia plantando e colhendo, além de levar os produtos para a feira.

Já Lezenita diz que já está cansada de tanto papo bonito de políticos que depois somem.

“Político chega aqui com conversa bonita, ganha a eleição e depois some e ninguém ver”, frisou Lezenita.

Mais terras

Ao lado das plantações de hortaliças existe um terreno que está abandonado e improdutivo. Por outro lado, os trabalhadores precisam de um trator para arar a terra, além do adubo e da semente para plantar novas hortaliças, legumes e frutas.

Leoni ressaltou que precisa de “tratores para arar a terra e adubo são caros para nós e muitos estão impossibilitados de trabalhar por falta de apoio para comprar sementes e adubos”.

confira o vídeo: 


Vicente Andrade 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial