.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

A TRAGÉDIA NO RIO DOCE E O INCÊNDIO NA CHAPADA DIAMANTINA


Foto: Folha de São Paulo


Nos últimos dias aconteceram muitos fatos importantes: rompimento da barragem em Mariana (MG), o incêndio na Chapada Diamantina aqui na Bahia e os ataques terroristas na França.
No entanto, o caso de Mariana tem sido tratado como tragédia ambiental, quando na verdade foi um crime ambiental, uma vez que a barragem rompeu por “descuido” da mineradora e falta de fiscalização dos órgãos responsáveis. Esse tipo de situação pode ser evitada tomando-se as devidas providências, ou no mínimo ter os impactos minimizados. É pessoal existe tecnologia pra isso!!! É inadmissível que a sociedade aceite o que aconteceu e se conforme com o acordo ridículo feito pela empresa e o governo. Valor irrisório diante do tamanho da tragédia.
Há, lembrando que um projeto de lei (DECRETO Nº 8.572, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2015) esta sendo votado (por políticos financiados pela Vale) as pressas para tratar como natural o desastre decorrente do rompimento ou colapso de barragens que ocasione movimento de massa, com danos a unidades residenciais.  A desculpa para o projeto é “facilitar o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)”, mas fica o questionamento o que o FGTS (direito do trabalhador) tem haver com acidentes de mineração, uma vez que quem provocou o acidente foi uma empresa. Não deveria ser esta e o os órgãos fiscalizadores que deixaram de fiscalizar os responsáveis por custear os prejuízos causados aos moradores da região?
Muitas pessoas não saibam as conseqüências à longo prazo do que aconteceu em Mariana, sendo assim citarei algumas: pavimentação (morte) do rio, perda de espécies endêmicas (ou seja, que só existem ali), contaminação dos recursos hídricos e do solo com resíduos tóxicos (provenientes do tratamento do minério), doenças relacionadas a contaminação por metais traço e mutações nas futuras gerações (bebês nascerão com defeitos, aumento da incidência de câncer na população, etc.).
Diante de tudo isso ainda tem o incêndio na Chapada Diamantina, que pouco tem sido comentado, sendo que muita gente nem sabe o que aconteceu. Então, vamos aos fatos: tudo indica que o incêndio foi criminoso, um homem conhecido como Miro e que supostamente tem problemas mentais foi visto ateando fogo na vegetação. O rapaz já tem histórico como incendiário. O fato é que se sabe que o problema tomou dimensões gigantescas e que pouco tem sido feito para controlar o incêndio. O governador tem tratado a situação como controlada, mas mais de 9 mil hectares já foram perdidos e o incêndio continua.
Com tragédias dessa dimensão aqui no Brasil a mídia tem minimizado a tragédia de Mariana e esquecido o incêndio na Chapada Diamantina em detrimento dos ataques na França. Não que o terrorismo não deva ser uma preocupação, pelo contrário, mas daí a minimizar problemas domésticos já é o ápice da manipulação.
Apesar de não ser esquerdista, mas como cidadã bem informada e capaz de formar opinião sozinha me pergunto se as tragédias/ crimes ambientais citadas acima tivesse sido ocasionado por uma explosão de um gasoduto na Petrobrás, a mídia não estaria dando outra conotação aos nosso problemas. Se é que vocês me entendem!!!
Obs: Acabei de ficar sabendo que está ocorrendo um incêndio na região de Valentin, próximo ao Parque Nacional de Boa Nova, próximo aqui de Ipiaú, sem falar que temos 3 barragens (Usina de Jequié, Usina de Ubatã e Mirabela)... será que a falta de importância com que a sociedade trata os problemas aqui do Brasil um dia não podem chegar as nossas casa?

Jaline Rodrigues 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial