.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Mirabela vai fechar; o governo arca com o prejuízo e o povo paga a conta


Foto ilustrativa 

A notícia que percorre nos meios de comunicação da cidade de Ipiaú e região é que a empresa Mirabela, responsável por extrair o níquel na região de Itagibá, vai fechar as portas e demitir muitos trabalhadores.


A questão das demissões e do encerramento da extração do níquel é devido à crise mundial que perturba muitos países e acaba atingindo as cidades interioranas, principalmente, aquelas que necessitam de empresas para gerar o trabalho.


Voltando ao caso da mineradora, em 2008, o preço do níquel era vendido por 12 dólares a libra e hoje está custando apenas 8 dólares. A justificativa dos empresários é que estão tomando prejuízos por causa do valor da libra e por isso, fica inviável a extração do níquel.


O outro lado da informação


Quando a mineradora foi instalada no final de 2008, a região tomou um corpo de evolução que parecia que iria explodir de avanços e melhorias para as cidades de Ipiaú e Itagibá.

Os aluguéis de casas subiram de preço e foram abertas diversas lojas comerciais, gente de fora da cidade, novas vagas de empregos e tudo de bom.


De fato, ajudou sim, a movimentar renda e a gerar empregos, mas na verdade quem ganhou mesmo? E quem saiu perdendo? Na prática a realidade foi outra.


Para responder a esta pergunta é interessante refletir o que mudou em nossa região e o que foi gerado de benefícios para a presente e o que sobrará para a futura geração, principalmente para o meio ambiente.


Enquanto a empresa ganhava bilhões em lucros o que se via na 
nossa região era uma imensa euforia e desgaste ambiental.

E hoje o que temos é o desemprego, milhares de árvores cortadas e um o vasto terreno árido. Quando a empresa tinha lucro, onde era gasto esse dinheiro e o que foi investido na cidade de Ipiaú e região que surgiram um efeito positivo?

É hora de cobrar

A extração do níquel pode causar danos à saúde da população, principalmente se ingerido ou se tiver um contato direto com o metal. Além disso, existe uma grande possibilidade de poluir o solo e nossas águas que são usadas por nós. Então, é hora de cobrar para pedir reflorestamento, tratamento dos nossos rios e criar projetos para apoio a cooperativas e incentivo a pequenos agricultores.

Isso é o mínimo que deveria ser feito ao invés de colocar a Mirabela num programa de governo para que seja arcado o prejuízo da empresa. Enquanto isso o povo vai pagando pelos erros dos governantes. O povo da nossa região precisa de investimentos e cuidados essenciais e não de migalhas.


Vicente Andrade
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial