.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Níquel em baixa e os trabalhadores em aflição





Foto ilustrativa

A empresa Mirabela anunciou que os trabalhadores estão de aviso prévio. Este ano é a segunda vez que a notícia andou circulando na região.

A demissão em massa devido ao fechamento da Mirabela deve causar grande impacto econômico para a nossa região. O comércio da cidade certamente vai demitir funcionários também devido à queda das vendas. Ou seja, mais pessoas ficarão sem emprego.

A população desempregada terá que economizar para sobreviver e a saída é não gastar. Assim sendo, com a diminuição da circulação do dinheiro, a crise se estende entre becos, avenidas, bairros, cidades e no fim das contas, sempre quem paga o pato é o povo.

O que era salvação econômica está fechando as portas

Desde 2008, a empresa Mirabela vem extraindo o níquel e usufruindo a nossa riqueza. Em troca ofereceram poucos empregos, além do desgaste ambiental.

A previsão de vida útil da Mina era de 20 anos. O que acontece é que após oito anos, menos da metade do tempo estipulado, a Mina está prestes a fechar.  

Cerca de 400 pessoas vão ficar desempregadas, o que será da nossa região? Aí só o tempo dirá.

O que foi investido?

Uma coisa é certa, a nossa cidade não ofereceu capacitação para as pessoas, não deu incentivo a criação de cooperativas e a nenhum plano que gerasse alternativa de trabalho e renda. Ficou à mercê de uma empresa.

Durante a implantação da Mirabela, a nossa região não possuía mão de obra qualificada, daí os serviços especializados vieram de fora e a nossa região só ficou com o trabalho bruto. E sempre vai continuar assim se não tiver investimentos em especialização e capacitação da mão-de-obra.     

Com o fechamento da Mirabela, qual será a alternativa? Enquanto não tem nenhuma, o povo vai ficando a ver navios em pleno deserto pagando as consequências.

Acreditaram que a Mirabela seria a salvação e uma saída para a crise cacaueira e econômica da cidade e região. Simplesmente engano, pois não resolveu muita coisa. 

Ainda vivemos a crise do campo, o cacau nunca mais foi o mesmo depois da vassoura de bruxa e a Mirabela, que veio como uma salvação, está fechando as portas. 

Agora são quatro problemas e ser enfrentado. A crise no campo, a falta de emprego na cidade, a ausência de mão de obra qualificada e o desgaste ambiental.  Hora de pensar numa solução mais concreta ao invés de pensar em apenas promessas e propagandas eleitorais.

A propaganda

Tomara que tudo isso não seja jogada política, pois até audiência pública foi realizado em Ipiaú, deputados, vereadores e autoridades locais e da região vieram fazer seus discursos. 

Levantaram esperanças dos trabalhadores, disseram que estavam firmando um acordo e tudo não passou de balela.    

Qual prioridade agora? Qual saída?

É tempo de política e o que vejo é apenas propaganda e nenhuma solução concreta. O que falta é compromisso com o povo.

Para evoluir tem que abrir os horizontes, oferecer mais oportunidades para o povo e dar suporte para que isso aconteça. Não adianta ficar preso apenas a uma forma de emprego ou de uma empresa, desse jeito nossa cidade nunca irá se desenvolver por completo e justamente.   


Vicente Andrade   
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial