.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Sessão do dia 5






A sessão da câmara dessa terça-feira (5), foi tranquila e sem muitas milongas. Foi uma sessão que teve acordo de liderança para aprovar o aumento salarial para os servidores concursados do legislativo. Fora isso, houve também indicações para títulos de méritos.

Explicação 

Publiquei uma matéria, (sessão do dia 29-nãodeu tempo), e fiz uma análise expondo o meu ponto de vista, como de práxis.

Na sessão de 29 março, os vereadores estavam apreciando a leitura do projeto sobre o plano de carreira, cargos e salários e também sobre o plano do magistério do município.

Como o projeto era extenso, não houve tempo para terminar a leitura e a sessão foi encerrada para seguir o regimento interno da câmara, prescrito no Art.130, página 56, que diz o seguinte:

“ As sessões ordinárias serão semanais devendo ocorrer na quinta-feira de cada semana, com duração de até 03 (três) horas iniciando-se às 20:00 horas”. Neste caso, a sessão não pode passar das 23 horas e isso é cumprido rigorosamente pelos vereadores. Por isso, o titulo da matéria, "não deu tempo". 
Na publicação, não citei nomes de vereadores e nem tão pouco ofendi a ninguém.  Nesse meio termo, ganhei o regimento interno da câmara. Recebi com toda satisfação, pois, toda forma de conhecimento é sempre bem vindo.

Mesmo assim é valido ressaltar o que diz a Carta Magna do nosso País, no Art. 5º:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

Por esse motivo, continuarei com as minhas atividades dentro dos preceitos éticos da minha profissão.

Retratando

Carlo leitor, quero deixar claro que não sou contra a nenhum vereador e tão pouco, quero criar inimigos pelas minhas análises. Pelo contrário, o meu dever como jornalista é escrever sobre o que se passa na vida pública da nossa cidade.

De modo algum tenho interesse em ofender ou manchar a imagem, sem razão, de qualquer que seja o vereador, até porque, no verdadeiro jornalismo não existe espaço para tamanha mediocridade. Por outro lado, acho que o vereador tem muito privilégio se comparado com a sociedade trabalhadora.

Vamos por parte, o vereador recebe acima do piso salarial do município e além disso só vai a sessão da câmara uma vez por semana.

Então, recapitulando, o vereador recebe acima da base salarial do município, só tem sessão uma vez na semana, neste caso, as terças-feiras e não pode passar de 3 horas de duração. Existe toda uma burocracia para estender a reunião. Além disso, o vereador tem 60 dias de férias ao ano. Qual trabalhador tem esse direito? Você acha isso Justo?

Sobre o projeto dos professores

O projeto sobre o plano de carreira, cargos e salários e também sobre o plano do magistério do município foi retirado de votação.
O motivo da retirada foi devido ao erro de cálculo encontrado na tabela de ajuste. Mas de acordo com a responsável da APLB, Gildete Silva, e a secretaria de educação, Georgelita Bacelar, o projeto será revisado e enviado para a aprovação da câmara em breve.  
  
Vicente Andrade
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial