.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

O Colégio Modelo e a tradição da quadrilha junina (confira o Vídeo)






Já se passaram quase quinze anos que concluí o segundo grau no Colégio Modelo de Ipiaú e é muito feliz saber que a tradição do festival de quadrilha continua a todo vapor.

Mesmo diante de tantas dificuldades, principalmente financeira, nada é melhor que o esforço e comprometimento de professores e estudantes que, juntos, fazem de tudo para manter viva a tradição.

O evento é um momento importante de interatividade entre estudantes, professores, familiares e a comunidade em geral. Além disso é uma ação cultural que provoca o estudante a agir em coletividade e a se aprofundar em temas relevantes para o desenvolvimento intelectual e a compressão da história do nosso país.

Essas características permearam, mais uma vez, o festival de quadrilha do Colégio Modelo de Ipiaú. As atividades foram realizadas na quinta (16), no auditório do Modelo e na sexta-feira (17), na quadra do antigo Colégio Academus.

As atividades  

A interdisciplinaridade é um ponto que contribui para que o estudante sinta motivado para estudar. Além disso, a arte também é uma maneira de descobrir vocações e talentos de muitos jovens de nossa cidade.

Todos os anos são escolhidos alguns temas para serem abordados. Este ano, o assunto foi “Cem anos de samba”. Os estudantes tiveram quase um mês de preparação para pesquisar o assunto, preparar textos, montar uma peça teatral e por fim, apresentar a quadrilha junina.

Durante as atividades os estudantes usaram a criatividade e abordaram temas que compõem a história brasileira como o preconceito racial, a religiosidade, a escravidão, a musicalidade e a miscigenação cultural. Para complementar foi visível o trabalho de expressão corporal e a atividade física dos estudantes.  

Os alunos do colégio modelo estão de parabéns pela bela atuação e pelo empenho empregado para alimentar a prática cultural.


Equipe de Professores do Modelo


A participação da família

A coordenadora e responsável pelo projeto, a professora Ana Angélica, frisou que o “objetivo dessa atividade além de incentivar os estudantes a pesquisar é também uma forma de trazer a família para a escola, participar do processo de formação dos filhos e acima de tudo, contribuir para o melhor desenvolvimento escolar”.


Coordenadora do Projeto Quadrilha Junina, Ana Angélica


Realmente era visível o empenho dos estudantes para apresentar os temas. Bom também era perceber os familiares dos alunos prestando atenção e incentivando os mesmos. A interação entre a família e a escola é um dos pilares fundamentais para a transformação humana e educacional.

Parabéns aos professores, estudantes e familiares que contribuem para a continuação da história. Fiquei muito feliz também em poder ter reencontrado professores e amigos que tanto me incentivaram a estudar e que fizeram um papel importante na minha vida, me ensinaram o que sabiam e me desejaram sucesso na vida. Sou grato a todos vocês!   

Vicente Andrade


Confira um pouco das atrações e depoimento pelo vídeo:



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial