.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Quem está ao lado do povo?




Caro leitor, convido a você para fazer uma reflexão sobre a vida política ipiauense. Estamos em ano eleitoral e por isso se torna importante observar, criticamente, as atitudes e discursos dos candidatos a vereador e a prefeito.   

É valido afirmar que existem muitos candidatos andando pelas ruas pedindo votos. Cada um com o discurso e boa vontade política para resolver os problemas da nossa comunidade.

A questão é: Como irão resolver e quais passos são necessários para eximir as mazelas do nosso município? Essas perguntas são necessárias para fazer a cada candidato e daí analisar as respostas oferecidas.

O que acontece é que já se passaram anos e anos e ainda continua a mesma coisa de doação de cestas básicas, da formação do curral eleitoral e da quebra de braço de grupos políticos. Esses aspectos das mesmices são os atrasos da evolução política e também é uma contribuição da segregação do povo aos direitos que lhes são reservados.

Na maioria dos discursos, só ouço os julgamentos que demonstram apenas o “erro do outro” e no entanto, não apresentam alternativa para sanar os nossos problemas sociais.

Nesse tocante é preciso ficar atento e analisar as conjunturas, os propósitos e o dinamismo da política ipiauense.

É necessário pensar num plano coletivo com a perspectiva de geração de emprego e renda. Além disso é primordial buscar formas de tornar nosso município independente.

O continuísmo

O velho continuísmo do assistencialismo e favoritismo são impasses que precisam ser quebrados. Esses métodos servem apenas para tapar o sol com a peneira e abafar os problemas sociais do nosso município.

A política ipiauense é uma corda elástica de várias pontas que está sendo esticada por diversos grupos que disputam o poder. E assim, enquanto isso acontece, o povo fica a ver navios a espera de uma canoa salvadora.
Acorda, Ipiaú!

Vicente Andrade 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial