.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Aniversário da cidade de Ipiaú é marcado com atuação do Coletivo Cultural: O grito está no ar!



Muita história, arte, alegria e união. Esses foram alguns dos ingredientes do primeiro “Grito de Improviso” organizado pelo Coletivo Cultural de Ipiaú, realizado nessa sexta-feira (2), na Praça Rui Barbosa.





O evento além de comemorar o 83º aniversário de Ipiaú, também foi palco para apresentar a riqueza artística da nossa cidade e destacar o poder da coletividade em prol da cultura ipiauense.


História e arte


A história e a cultura andam juntas e são importantes para preservar os valores e deixar marcado no tempo as peculiaridades da nossa terra.


Um dos destaques do evento foi a roda de conversa sobre a história e a cultura de Ipiaú. Participaram da mesa o historiador, Dilson Araújo, e o jornalista, José Américo Castro.
Dilson Araújo e José Américo 

“O grito está no ar. O evento está sendo fantástico e a receptividade do público foi  maravilhosa. É necessário assegurar o patrimônio histórico para entender um pouco da nossa cultura e valores para nós e para as futuras gerações” concluiu Dilson.

Já para Lurdinha Bezerra “o evento serviu para unir os artistas da cidade e retomar a história  da cultura por meio da coletividade”.  

Ainda de acordo com Lurdinha, os artistas da cidade estavam dispersos por muito tempo e que agora espera que os artistas se expressem para a retomada da consciência em relação a nossa cultura.

Atrações

Lurdinha Bezerra
O grito de improviso também foi marcado com muita música, apresentação teatral, dança e recital de poemas.
Caio Braga apresentou o grupo de dança de graduandos de teatro da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Para Caio “a criação de um coletivo cultural é um marco vitorioso, pois reunimos diversos artistas da antiga e nova geração. E em tempo de crise, acreditamos no poder transformador da arte” concluiu Caio.

Grupo de teatro e dança(UESB)


A banda ipiauense Paralelo Coletivo foi uma das bandas que tocaram no grito de Improviso.


Para Verônica Leite “o Grito de Improviso foi um evento de celebração não só pelo aniversário de Ipiaú mais também em celebração da arte. Foi uma noite linda com muita poesia, música, dança” pontuou Verônica.   


Vicente Andrade/ Coletivo Cultural de Ipiaú

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial