.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Após 92 anos o INSS passará por investigações



A Confederação brasileira de aposentados, pensionistas e idosos (COBAP) em parceria com o Senador Paulo Paim (PT-RS) conseguiram o número de assinaturas, o suficiente, para instaurar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a situação financeira da previdência social.
          
A comissão irá apurar desvios de verbas, fraudes, sonegações e todos os tipos de irregularidades que envolvem o INSS.

De acordo com o presidente da COBAP, Warley Martins,  não existe  déficit na previdência e sim, muito roubo.

"Não tem rombo, tem roubo. Muita gente vai parar na cadeia. Será pior que a operação lava-jato”, disse Warley.

Para instaurar a CPI eram necessários 27 assinaturas dos senadores, ou seja, dois terços dos 81 parlamentares. Até o momento 29 já assinaram o documento, garantindo a instauração da investigação nos cofres do INSS. Após 92 anos o INSS passará por investigações e com isso poderá desvendar muitos mistérios dentro do órgão.

O Senado terá até 120 dias para concluir a investigação na contabilidade do setor. Essa façanha pode “engessar” a maldita reforma da Previdência e também impedir sua aprovação no Congresso Nacional.

Vicente Andrade

Com informações da: Assessoria de Imprensa Cobap


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial