.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Professores avaliam movimento da Greve geral contra a reforma da previdência( A luta Continua!)

Foto ( Vicente Andrade)


Durante a manhã de hoje (24), na Câmara de vereadores de Ipiaú, os professores juntamente com a APLB Sindicato Vale Rio de Contas se reuniram para avaliar os aspectos negativos e positivos da greve geral.

Durante o encontro os professores expuseram as opiniões sobre o movimento. Na ocasião, a delegada da APLB de Ipiaú, Gildete Silva, ressaltou que está feliz pela repercussão do movimento.

“Me sinto feliz pela luta dos professores, a ida nas ruas para protestar contra a reforma que atinge toda a classe trabalhadora. A luta continua! frisou Gildete.
Gildete Silva escutando a demanda dos professores

Durante a reunião foram citados alguns casos de professores que não aderiram à greve pelo fato de ser partidarista ou porque ganhou algum cargo por apoiar o governo atual.
Celiana Gabriel explicou que não existe razão para que os professores não participem do movimento por causa de cargo público ou por causa de partidarismo.

“Essa luta é de todos os trabalhadores, temos a obrigação de lutar pelos nossos direitos independentemente de politica ou partido. Pagamos os nossos impostos e precisamos conscientizar nossos estudantes e pais de alunos sobre os malefícios da reforma da previdência” Pontuou Celiana.

Celiana Gabriel 

Celiana complementou que “a politica social e partidária está interligado com favoritismo pessoal. E nesse momento devemos ter consciência politica para defender nossos direitos. E o que enfraquece o movimento é o olhar do próprio umbigo e esse egoísmo enfraquece o movimento. Precisamos repensar esse ponto. Durante as atividades da greve conversei com as pessoas para explicar sobre as questões da previdência e estou de consciência limpa por prestar serviços para a comunidade” finalizou Celiana.

No dia 31 de março será votada a reforma da previdência pelo congresso nacional e devido a isso, os trabalhadores estão se organizando para realizar uma greve geral e paralisar o país contra a reforma da previdência.
Essa luta é nossa!

Vicente Andrade              
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial