.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Projeto cultural e os possíveis custos e benefícios para Ipiaú






Todos nós sabemos que a nossa cidade é rica culturalmente, pois, existe uma gama de artistas escondidos pelas periferias, praças e avenidas de Ipiaú que lutam por um espaço.    

O Cine Éden acolheu diversas atrações musicais e artísticas entre os anos de 1927 e 1980. Além disso, sempre foi um espaço voltado para certa elite ipiauense que tinha dinheiro para entrar no espaço.

Infelizmente, com o passar dos anos, tudo se transformou e o Cine Éden chegou ao apogeu. Não cheguei a alcançar o Cine Éden, mas já ouvi muitas histórias.

Foi um espaço riquíssimo em relação a cultural, diversas pessoas se reuniam para conversar e assistir a um filme ou peça teatral. 

A casta excluída

Enquanto poucos se divertiam na sala do cinema, uma boa parte da população não tinha acesso, por exemplo, trabalhadores rurais, comunidade das periferias, garis, enfim, poucos usufruíam do Cine Éden.

Por volta do ano de 1991, a faixada do Cine foi tombada como patrimônio artístico da cidade, ou seja, a entrada do espaço não pode ser modificada, já o interior do espaço pode sofrer reformas, alterações e até pode ser vendido para quem tiver interesse.

O movimento para que o tombamento fosse feito agregou muita gente em prol da luta pela preservação da faixada.

Até pouco tempo atrás, o Cine Éden era utilizado por uma Loja de eletrodoméstico e todo fim de mês eles pagavam aluguel. Após algum tempo, a loja foi para outro lugar. Na porta do Cine existe um aviso, aluga-se este espaço.

Por um novo Cine Éden

Há um tempo, o ipiauense Adenilson Silva, enviou um pedido para a então senadora Lídice da Mata e o ex-ministro da cultura Gilberto Gil (época do governo Lula), em 2005, para recuperar o Cine Éden. Passaram longos anos e o caso ficou por isso, nada foi feito. Adenilson é uma das pessoas de Ipiaú que já esteve lutando pela revitalização do Cine Éden e nenhum político levantou o dedo para fazer algo.

Na época, Lídice da Mata apenas enviou uma indicação para o ex-governador Paulo Souto e também para o ex-prefeito de Ipiaú, José Mendonça. Infelizmente, nada passou de pedidos e indicações.

Neste momento é muito salutar uma luta pelo Novo Cine Éden, mas, como o momento é de crise e os investimentos estão cada vez mais escassos é bom pensar um pouco nos custos e benefícios.
Qual o custo que o município irá arcar em relação à revitalização do Cine Éden?
E o que irá proporcionar de avanço concreto para a comunidade?

Prioridades

Ultimamente têm surgido movimentos e protestos em Ipiaú lutando por direitos. Os ocupantes do Horto Florestal lutam por moradia, já as manifestações foram para receber a cesta básica. Não seria justo negar esses movimentos e esquecer que centenas de ipiauenses estão desempregadas e tantos outros, vivem a margem da pobreza.

Existem centenas de prioridades para serem sanadas em Ipiaú. O saneamento básico da cidade, que ainda não atende a população por inteiro, precisa ser feito urgentemente. A educação ainda precisa de investimentos maiores para atender os anseios dos professores e estudantes. Estes problemas já poderiam ter sido resolvidos há muito tempo e tudo continua na mesma.

Os donos do espaço do Cine Éden

Seria necessário conhecer a realidade de Ipiaú para alçar um novo caminho e planejar como serão os gastos com o dinheiro público.
O espaço do Cine Éden tem dono. O Blog Vicente Andrade foi à busca de informações e chegou a conversar com um dos donos. Atualmente o espaço do antigo Cine Éden é de seis pessoas.

Conversando com um dos donos, o mesmo não quis se identificar, se colocou disposto a negociar.

“Olha Vicente, estamos dispostos a negociar, ainda não recebemos nenhum manifesto da prefeita sobre a decisão que ela vai tomar” frisou.

Além disso, ele complementou que, “é importante saber que também iremos vender o espaço pelo preço de mercado e não por qualquer valor” concluiu.  

Avaliação do custo e beneficio

Conversando com alguns corretores da cidade, o valor do espaço do Cine Éden foi avaliado em dois milhões de reais. Além do tamanho, o espaço se encontra no centro da cidade.

Além do custo da compra, ainda tem custos com a reforma e implantação de um Novo Cine Éden.  Não vai ficar barato e carece de muitos investimentos para revitalizar o Cine Éden. Este investimento poderia ser aplicado em outras áreas como a saúde, a educação e também o social. Também poderia fazer um cinema itinerante, levar mais um pouco de cultura para os bairros.   

Uma possível saída

Perto do antigo Cine Éden tem o Rio Novo Tênis Clube, está abandonado faz tempo e a piscina está cheia de água podendo causar a disseminação de mosquitos prejudicais a saúde pública. O espaço do clube pode ser um belo centro cultural   moderno abrigando o museu, teatro, cinema, e tantas outras coisas.

O clube tem um espaço bem maior que o CINE e pode ser desapropriado com mais facilidade e não será necessário indenizar a ninguém.

Também tem outro espaço na antiga feirinha que está abandonada e que daria um ótimo espaço para desenvolver a cultura, instalar o cinema e outras coisas mais. Seria bom avaliar os interesses, objetivos, custos e as prioridades.  
Processos tectonológicos 

Com os processos tecnológicos, o meio digital, os cinemas tem perdido espaço, uma vez que a internet e os canais fechados têm atraído às pessoas a assistir filmes em casa.

Que tal incentivar o cinema itinerante para desenvolver a cultura de ir ao cinema? Capacitar jovens e adultos a promoverem os próprios vídeos?

Nada melhor que oportunizar espaços e planejar uma cidade que atenda os anseios da comunidade ao invés de simplesmente abrir um espaço apenas para preencher o vazio e cair no esquecimento novamente.

Que bom que estão surgindo movimentos que lutam por algo.       


Vicente Andrade

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial