.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Portas do Éden e o registro histórico de José Américo Castro

Ipiauenses durante o lançamento do livro Portas do Éden



Escrever a história é eternizar fatos e personagens registrando um tempo para o futuro. Significa um alicerce para novas construções e perspectivas para o avanço. Sem o passado não teríamos o presente e tão pouco o futuro.

Neste aspecto, reconhecer a nossa história ipiauense nos torna vivo para compreendermos o que deu certo ou errado e assim, seguir o que for melhor. A história serve um pouco para ajudar a tomada de decisões.

Não cheguei a conhecer o Cine Éden de Ipiaú, mas já ouvi falar de muitas histórias e hoje a temos graças ao registro e empenho do jornalista  José Américo Castro. Cada um se identifica com um estilo próprio para se libertar e a literatura foi escolhida pelo zé.
José Américo e o registro histórico 


Um jeito despojado de escrever, mas com o verdadeiro sentimento de um artista, poeta e escritor. Neste ritmo de história e sentimentos centenas de pessoas participaram do lançamento do Livro Portas do Éden, realizado nesta sexta-feira (16), no salão nobre da Câmara de vereadores de Ipiaú.

Muitos tiveram a oportunidade de reviver um passado e outros de conhecer um pouco da história. O lançamento também contou com o grupo de teatro de Maracas (Com Chris) declamando poesias de José Américo Castro e também apresentações musicais Com Caio Novaes e Paulo Cesar.
grupo com Chris


José Américo agradeceu a homenagem recebida por Paulo Magalhães, um amigo de infância e também a todos os presentes. Além disso, frisou a efervescência cultural de Ipiaú e a importância da luta coletiva.


Vicente Andrade  
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial