.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Guerreira da mãe Carira



As cartas são registros, escritos do sentimento para contar algo, rezar, fazer orações para o bem. É um meio de expressar e deixar marcas e história de Vida. A carta abaixo foi escrita por Eva Pinheiro para Mãe Carira, escrita em sete de janeiro de 2014. O conteúdo da carta é o agradecimento à mãe novenário.
Por Eva Pinheiro
A guerreira calou sua voz. A filha valente da mãe Carira, fechou os olhos, deixou que sua respiração fosse substituída por uma máquina fria, descompassada, sem vida. Suas forças estão chegando fim, seu coração que tanto amou já não bate com a mesmo vigor de antes e seu esforço é enorme para conseguir nutrir seu corpo já debilitado pela doença e idade.
Mesmo assim, a nossa guerreira não entrega seus pontos. Luta a mais de 30 dias buscando vida e tranquilidade para o seu espirito. Até quando? Não sabemos; só Deus.
Tudo pode parar, menos sua alma e o sopro do seu espirito que está nas mãos daquele que no dia 21 de abril de 1917, colocou-a no mundo cheia de vida e saúde. Sua missão está chegando ao fim. Não ao fim do nada, do vazio, mas começo de outra vida que lhe trará paz, tranquilidade e felicidade eterna.
A nossa guerreira venceu tudo e todos com força, coragem e determinação. Mamãe, nossa heroína para sempre. Não construiu fortuna aqui na terra, mas acumulou muito amor, trabalho, honestidade, caridade, justiça e paz. Daí só nos deixará saudades.
Não é fácil esperar sem esperança. Tudo parece vazio, sem vida, sem cor, nublado, imaterial, sem horizonte. Não sei meu Deus, até quando suportaremos esses momentos de angustia. Às vezes nos perguntamos: Será que ela está nos ouvindo, sentindo a nossa presença, ouvindo a nossa voz  junto ao sei leito de dor? Não temos respostas.
Tudo continua o mesmo todos os dias. Pedimos a misericórdia de Deus para não vê-la sofrer tanto e esperamos pela sua graça e sua vontade. Como é difícil saber e sentir que o bem mais precioso  de nossas vidas está a nos escapar das mãos.
Os dias se apresentam o mesmo, nada muda, só a ansiedade de boa e novas noticias. Entretanto, não queremos ser egoístas e pedir a Deus que a retenha entre nós, sempre. Só ele sabe de todas as coisas.
Presenteou-nos por longos anos, quase um século de vida e, agora, parece que o livro de sua vida vai fechar suas páginas para nunca mais abrir.
Sua história de vida é tão linda e corajosa, simples, sofrida e feliz, ficará gravada em nossas mentes e corações para sempre. Iremos sentir muita saudade de Leonídia, Vovó Léo, Tia Lilida, bisa Léo, mulher heroína, determinada, forte, (a nossa guerreira da Carira, filha mãe da Terra), mãe extremosa, filha dedicada, esposa fiel, irmã querida, amiga e todos. Nossa mãe Leonídia.
Que bom mamãe, você veio ao mundo, fez partes de nossas vidas, fazendo sempre o bem. Amou a Deus e a todos de modo incondicional. Soube perdoar a muitos. Suas orações eram sustentos para nossas vidas, bênçãos, graças, proteção e amor que todos os dias chegavam aos céus. Agora teremos a proteção de nossa Mae e do seu filho Jesus Cristo.
Grande guerreira, não se preocupe com todos nós, seus filhos, genros, noras, netos, bisnetos, parentes e amigos porque você já deixou orações um crédito imenso e valioso aos filhos de Deus para ele continuar nos protegendo. Siga em frente! Procure a Luz do céu que brilhará sempre para você. Sinta a paz de Jesus e o aconchego dos braços da Mãe Santíssima. Vá, um dia todos nos veremos, face a face e a nossa alegria será plena porque estaremos com Deus.

Somos agradecidos a Ele por nos ter dado essa mãe carinhosa, valente e forte aqui na terra. Até breve mamãe.          
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial