.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Rebuscando a História: Feliz aniversário Irene Rodrigues de Souza


Feliz Aniversário Irene Rodrigues de Souza. 73 anos de Vida com muita luta, fé e dedicação 


Todos nós temos algo para contar, expressar e marcar a passagem no mundo. Irene Rodrigues de Sousa é uma no meio de tantas que ajudou muitas famílias e usou da força das mãos e da fé para superar obstáculos.

Com o sorriso no rosto, Irene me recebeu de braços abertos e contou a história de vida. Uma pessoa simples que tem o coração imenso. No quadro rebuscando a história de hoje você vai saber um pouco dessa trajetória de uma mulher guerreira que faz parte de Ipiaú.

Irene completa hoje (5) 73 anos e ela chegou a Ipiaú em meados dos anos 50, passou por diversas fazendas, colhendo, plantando e lavando roupas. A primeira fazenda foi a de Jaldo Reis, depois Hermínio Nunes e Wilson Pinheiro.

Já em 1962, logo na infância, Irene perdeu o pai e junto com os irmãos teve que trabalhar duro. De acordo com Irene tinha época que não podia sair da fazenda para não prejudicar a colheita de cacau, cana e café.

Tempo se passou e Irene começou a trabalhar em casa de Família e chegou até a morar em Salvador. Não gostou muito da capital e decidiu voltar para a terra e ficar ao lado da família.

Bandinha da Lua

No inicio da década de 70, Irene deixou a fazenda e veio a morar na rua, o prefeito na época tinha oferecido casa para as mulheres que não possuía filhos. E assim ela conseguiu a moradia e passou a morar na cidade.

“A rua que se chama Valdomiro Borges era conhecida como Bandinha da lua, não tinha calçamento, quando fazia sol era poeira e quando chovia era lama” pontuou Irene.  

Irene ainda contou que a mãe, ( Ana Maria de Souza), foi uma das pioneiras do Bairro, onde tudo ainda era fazenda.

Igreja de são José Operário

A Igreja de São José completou 25 anos de Paróquia. Irene contou que quando chegou ao Bairro à igreja era apenas uma capela e não tinha espaço.


“ Os fieis saiam do bairro para ir para a igreja de São Roque, daí sentimos a necessidade de ter a nossa. E foi assim que construímos a paróquia de São José, foi uma contribuição da comunidade. Tinha pedreiros e amigos do Bairro que fizeram mutirão para construir a igreja” explicou Irene.   

Irene completou que “os moradores ajudaram, sem cobrar e hoje é essa igreja bonita, grande, tem secretaria, tem espaço de escola. Está muito bonita que vem gente de até de fora pra prestigiar. O nosso grupo da igreja ajuda as pessoas que mais precisam com cesta básica e outras coisas, o trabalho é grande ”

O cinema

Irene pontuou que já foi ao cinema Cine Éden uma vez com a amiga para assistir um filme. Ela não se lembrou de qual, mas ressaltou que era um espaço grande, cabia muita gente.

O casamento

Irene chegou a casar, mais não deu certo, o marido não trabalhava, colocava gosto ruim em tudo que ela fazia e, além disso, bebia.

 “Tive um casamento que não deu certo, o marido não fazia nada, só queria tudo nas mãos, não trabalhava, bebia muito e não ajudava em nada. Não deu certo e nos separamos. Que Deus perdoe os pecados dele e o coloque no lugar merecido. Não quero casar mais e hoje eu sou feliz por tudo que passei e aprendi” ressaltou irene.

A luta para se aposentar

Ana Maria Rodrigues ( Mãe de Irene)
A última casa de Família que Irene trabalhou foi a do médico Cleber Ribeiro Maron, passou apenas dois anos e deixou o emprego para cuidar da mãe que estava doente.
O médico é filho da primeira patroa de Irene e assim ela contou.

“ Eu vi esse menino pequeno, já levei na escola. Trabalhei na casa da mãe dele há muito tempo e foi a primeira casa de família que comecei a trabalhar. Mas Mãe ficou doente eu tive que cuidar dela, não podia deixar ela sozinha” explicou Irene.

Somando o tempo de trabalho, Irene, passou cerca 35 anos trabalhando em casa de Família, acordando cedo, lavando roupa, preparando comida e ajudando a criar os filhos da patroa. Mulher de confiança e dedicada.

Mas muitas vezes, o povo brasileiro sofre abusos e os direitos são negados. Irene contou que foi um sufoco para se aposentar, mesmo tendo contribuído com o Inss.

Constância Augusto de Souza(Irmã) 
“ Quem pagou a maior parte do meu inss foram meus patrões, só que quando eu saia da casa não pagavam mais. E com o passar do tempo recebi uma carta do inss pedindo pra que eu fosse regularizar a situação para que eu pudesse me aposentar.

Irene conta que quando chegou para regularizar, o atendente disse que faltava mais dois anos para que ela se aposentasse.

“ Olha, eu pensei em desistir, foi muito difícil, eu estava com mãe doente e eu precisava cuidar dela. Mas minha amiga de fé, Marialva e minha irmã Constância , me ajudou incentivando, dando força para que eu não desistisse e fui pegando roupa de ganho para terminar de pagar. Graças a Deus que conseguir esse direito” pontuou Irene.

A vida

Filha de José Augusto de Souza e Ana Maria Rodrigues de Souza ( Dona Pequena), Irene completa neste 5 de agosto 73 anos de Idade. E o blog Vicente Andrade presta esta homenagem a Irene, uma pessoa simples e de um coração imenso.

E melhor ainda é que Irene se sente feliz como ela é e deixou o recado para todos.

“Enxergo a vida hoje como feliz, coisa boa, uma graça de Deus. Eu agradeço a Deus por ele me da força para superar minhas dificuldades e viver mais uns dias. E eu sou isso aqui, minha casa é simples e está aberta a todos. Amigos e irmão sabem como é. Quero da um abraço a todos e desejar sucesso” finalizou Irene.  


Vicente Andrade
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial