.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Rebuscando a História: Um pouco de Waldemar Sampaio ( confira o vídeo)


Waldemar Sampaio e a esposa Dona Edene Pinheiro Sampaio
   

Foi em Ipiaú, no dia 30 de abril de 1930, que nasceu Waldemar Santana Sampaio um homem atuante que desfruta dos 87 anos de vida.

Tenho a satisfação de contar mais uma história de um personagem real que contribuiu com a formação e história do município ipiauense.

O rebuscando a história de hoje retrata os passos de Waldemar Sampaio.

Tive o prazer de conversar e poder escutar a voz de um senhor que felizmente sente a honra da própria trajetória de vida. É valido ressaltar que estas linhas escritas não chegam ao mínimo da realidade, mas é um passo para eternizar a memória de um ser humano que teve a oportunidade de relatar o que sente e está vivo para saborear os prazeres da vida.

A história

A infância de Waldemar foi sofrida, trabalhou vendendo lenha, carvão, foi garimpeiro, já tocou jegue e foi vivendo a vida. Após alguns anos abriu uma relojoaria e por muito tempo trabalhou nela.
Ele contou que carregava a lenha em 15 jegues e quando a galera o avistava diziam que lenha de Waldemar é fogo bom.

Waldemar também tinha como espirito o dom da bondade e ajudava as pessoas como podia, sem distinção de raça, cor, sexo ou religião. Podia ser quem fosse o tratamento era o mesmo para todos. Este era o lema!

A política

Waldemar sempre militou em partidos de direita, mas o coração dele batia forte pelo beneficio do povo. Antes de ser eleito pela primeira vez a vereador, Waldemar, já contribuía para o desenvolvimento da cidade. Ele doou um hectare de terra e ainda planeou o local para a construção do Hospital do Estado instalado aqui em Ipiaú.
Na década de 70 foi eleito a vereador e dai seguiu por 4 mandatos consecutivos. Waldemar é um cara integro e honesto e ainda disse que era o bonzão e fazia cobra cuspir.

Waldemar abandonou a politica por não concordar com coisas erradas e também não queria criar inimizades, pois considerava todos como amigos e companheiros. “Eu aborreci com os colegas que não queria fazer o que eu fazia ai eu deixei a politica” pontuou.

Na vereança aprovou projetos para doar terrenos para famílias carentes e lutou fielmente pelos excluídos da nossa sociedade. Waldemar também relatou que sempre confiou na força da juventude e parabenizou os que militam e buscam por melhorias de vida do coletivo.

Seu Waldemar é feliz e se sente honrado pela alegria de estar vivo, firme, forte e viveria tudo outra vez. Mesmo com o desgaste do tempo, ciclo da vida que todos nós iremos passar, a voz de Waldemar soava serena e tranquila. Com 66 anos de casado com Dona Edene Pinheiro Sampaio, Waldemar viverá para sempre na hereditariedade de 8 filhos, 20 netos e 21 Bisnetos. 

É uma imensa satisfação conversar com pessoas que carrega nas costas uma linda trajetória de vida e que despontou da fé a coragem de viver. Momento de sabedoria e alegrias com Waldemar Sampaio.

“Eu mando um recado que todo mundo ame ao próximo e não faça mal a ninguém e só faça bem. Eu Sou feliz, felicíssimo mais feliz que qualquer pessoa que é rico ou tem dinheiro. Sou feliz e toda vida fiz bem para Ipiaú” finalizou Waldemar.


Vicente Andrade
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial