.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

A professora Leinad da Silva Andrade



A professora Leinad


É difícil falar de uma pessoa do mesmo sangue, que me deu a luz e que me carrega nos braços com o coração aberto imensamente. Mas não quero falar de Leinad como mãe e sim como uma trabalhadora que serviu ao município de Ipiaú por 32 anos.

Leinad da Silva Andrade, 58 anos, é uma guerreira onde o amor é mais forte que qualquer situação. Leinad iniciou a lecionar na década de oitenta, na Fazenda São José.  A escola era denominada de José Adeodato Pinheiro e foi construído com os recursos próprios de Daniel Rodrigues (Pai de Leinad), na época, o prefeito era Hildebrando Nunes.

Leinad ensinou a diversas gerações a interpretar a vida. Foram mais de 20 anos exercendo a profissão e ensinado aos meninos e meninas do campo.

A Escola Adeodato Pinheiro era uma comunidade da região da Canoa Virada, Leinad tinha uma aproximação com os familiares dos estudantes e foi uma mãe para todas as crianças que obtiveram a oportunidade de estudar com a professora Leinad.

Por outro lado, o tempo passou, as opiniões mudaram e o regimento mudou. Assim como a escola Adeodato Pinheiro foi fechada, varias outras escolas situadas nas zonas rurais também foram fechadas.  Só para lembrar, antigamente as professoras de primário dava aula para todos os alunos da alfabetização até a quarta série numa sala.  Esse método não existe mais. 

Após a escola Adeodato Pinheiro ser fechada, em 2003, Leinad começou a lecionar nas escolas da Zona urbana. Daí passou pela Escola Florentino Pinheiro, Altino Cerqueira, na Cleide Rocha e na Hildebrando Nunes. E nessa pequena caminhada foram 32 anos lecionando pelo município.

Confira o vídeo:



Vicente Andrade
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial