.

BOTE FÉ! Jornalismo a Favor da Cidadania!

Lançamento de livro sobre Anésia Cauaçu gera história e interação cultural em Ipiaú

Coletivo Cultural  (fotos Evandro Barbosa)




O fomento cultural é importante para despertar a consciência de um povo por meio da troca de ideias e encontros.

O município de Ipiaú ganhou um ar de coletividade em prol da cultura e aos poucos oferece para a nossa comunidade um pouco de atrações demonstrando a riqueza de história e talento do povo ipiauense, que incansavelmente grita por um espaço cultural.

Jackson Alves é um exemplo ipiauense, atrista de mão cheia. Com as misturas das tintas e cores, pincel e tela, externou a poesia por meio das pinturas. Cada obra expõe um pouco da beleza negra, afrodescendente, indígena e religião.
Jackson Alves

O povo brasileiro é uma mistura sem limites que reflete na diversidade de saberes e artes. Jackson Alves, aos 13 anos, descobriu que as tintas se misturavam gerando cores, sombra e luz.

Jackson teve o contato com a pintura desde a infância, garoto que gostava de desenhar. Certa vez pegou o resto de tinta que sobrou da reforma da casa e fez a experiência misturando as cores. E daí seguiu adiante apresentando quadros na Bahia e no mundo.
   
O quarteto de cordas

A nossa região agrega uma diversidade artística que envolve a música. Caio e o quarteto de cordas apresentou um belo espetáculo evidenciando a suavidade da música.

O quarteto de cordas

Uma boa harmonia que uniu história, musicalidade, poesia e arte durante o lançamento do Livro Anésia Cauaçu- Lenda e história no Sertão de Jequié do jornalista Wilson Midlej.

Wilson Midlej agradeceu a presença de todos e ressaltou que ficou muito feliz pelo carinho e apoio recebido para lançar o Livro sobre Anésia Cauaçu em Ipiaú.

Ainda de acordo com Wilson Midlej o evento foi um improviso que deu certo.  

Lurdinha Bezerra foi uma das homenageadas e agradeceu soltando a voz recitando poemas de liberdade.
O encontro que aconteceu na noite desta sexta-feira (10), no casarão de José Américo Castro, serviu de palco para reconhecer os artistas da nossa terra.

Lurdinha Bezerra foi uma das homenageadas e agradeceu a homenagem soltando a voz recitando poemas de liberdade.

Lendas Auto Clube de Ipiaú

Além disso, o evento que foi realizado pelo Coletivo Cultural, contou com a exposição de carros antigos do grupo Lendas Auto Clube de Ipiaú


Vicente Andrade 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial