Bote Fé!

Bote Fé!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Consumo de álcool cresce no Brasil



O Brasil apresenta taxas superiores a mais de 140 países em relação ao consumo de álcool. O dado foi fornecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Ao todo foram avaliados 194 países. A avaliação foi que o consumo médio mundial para pessoas acima de 15 anos é de 6,2 litros por ano. No nosso país, os resultados apontam que o consumo médio é de 8,7 litros por pessoa por ano.
Além de criar dependência, o álcool, ainda pode desenvolver mais de 200 doenças. 
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também divulgou o aumento do acesso precoce a bebidas alcoólicas e a drogas ilícitas entre alunos do 9º ano do ensino fundamental.
A pesquisa ainda aponta que mais da metade dos jovens (55%, ou 1,44 milhão de alunos) relataram já ter tomado ao menos uma dose de bebida alcoólica, proporção superior aos 50,3% registrados em 2012.
Em 2016, o governo federal gastou apenas R$ 4.272.471,25 com o Programa Redução do impacto social do álcool e outras drogas: Este investimento parece ser pouco ou não funcionou corretamente. Sendo assim são necessários planos mais eficientes.
Vicente Andrade

Com informações UNA-SUS e IBGE
Share:

Escolha de comissões da câmara de vereadores esquenta debate durante a sessão e abrem dois blocos




Parecia que estava indo muito bem a sessão da câmara legislativa de Ipiaú, dessa terça-feira (21), até a hora da escolha das comissões compostas pelos vereadores.

E por isso, rolou uma quente discussão e também alfinetadas entre vereadores, principalmente, entre Robson Moreira (DEM) e Andreia Novais (PMDB).

Tudo começou porque o vereador Robson ressaltou que existiu um rolo compressor por parte dos vereadores que compuseram as comissões.

A vereadora Andreia se sentiu afetada e respondeu que os Edis que formaram as comissões agiram diante da legalidade e teve organização para formar a chapa para integrar as comissões. E ainda ressaltou que não existe rolo compressor.         
   
O presidente da câmara, Carlinhos, falou sobre a formação da comissão e consultou a lei orgânica da câmara.

“No Artigo 44, ele diz que tem que esta na mesa do presidente, com antecedência, as chapas para a votação das comissões. Na minha mão chegou apenas uma chapa e ainda abri dez minutos para que todos os vereadores participassem e como não houve acordo, eu coloquei em votação” ressaltou Carlinhos.

Já para o vereador Robson Moreira (DEM) a minoria vai para o judiciário rever a situação.

“Por falta de experiência por ser o primeiro mandato, eu entendo que por se tratar de 13 vereadores, as comissões dariam para alocar todos os vereadores. Existe um bloco com maioria e eles querem dominar todas as comissões dessa casa e por isso chamo de rolo compressor. E mesmo se  montássemos nossa chapa iríamos perder do mesmo jeito” frisou Robson.

Robson ainda ressaltou que “não vamos da legalidade nisso e por isso vamos ao judiciário para rever a situação”.

Três partidos ficaram de fora das comissões (DEM, PT e PSD) e com isso, os vereadores, Orlando Santos (PT), Robson Moreira e San de Paulista (DEM), Cláudio Nascimento e Lucas de Vavá (PSD) não integraram nenhuma comissão.

O cenário começou a se formar. Tire suas próprias conclusões, opine e participe!

Confira abaixo as comissões e os vereadores que as compõem:   

Comissão de Legislação, justiça, redação final e direitos humanos

Presidente: Andreia Novaes (PMDB)
Suplente: Emerson Oliveira (PMDB)
Relator: Simone Coutinho (PMDB)
Suplente: Jean Cleber (PT do B)
Secretário: Erivaldo Carlos (PP)
Suplente: Jô da AABB (PP)

Comissão de finanças, orçamento e serviço público

Presidente: Emerson Oliveira (PMDB)
Suplente: Andreia Novaes (PMDB)
Relator:  Jô da AABB (PP)
Suplente: Erivaldo Carlos (PP)
Secretário: Jean Cleber (PT do B)
Suplente: Lucas de Jesus (PMDB)

Politica urbana, agrícola, indústria, comércio e meio ambiente  

Presidente: Simone Coutinho
Suplente: Jô da AABB
Relator: Erivaldo Carlos
Suplente: Jean Cleber
Secretario: Emerson Oliveira
Suplente: Lucas de Jesus

Comissão de educação, esporte, cultura, saúde, assistência social e direito da mulher

Presidente: Lucas de Jesus  
Suplente: Jean Cleber
Relator: Simone Coutinho
Suplente: Andreia Novaes
Secretario: Erivaldo Carlos
Suplente: Jô da AABB


Vicente Andrade
Share:

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Decreto de lei pretende inibir greve de trabalhadores




O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) tem pressa para aprovar o projeto de lei do senado (PLS 710/2011) com a intenção de acabar com o direito de greve dos servidores públicos. Pode isso? A questão foi discutida no senado, nessa última quarta-feira (15).
O texto do projeto pressupõe que as greves no serviço público só poderão ocorrer com um máximo de 50% de pessoal na paralisação.
Senador  Aloysio  Nunes Ferreira (PSDB-SP) 

 Em alguns setores, apenas 20% poderão entrar em greve. No texto, também propõe que após ser deflagrado em assembleia geral o indicativo de greve, os trabalhadores terão que esperar 30 trinta dias para que o gestor possa se manifestar oficialmente sobre as reivindicações.
Somado a isso, para que a greve não se torne ilegal, os servidores terão que, dentre outras draconianas medidas, apresentar ‘planos alternativos de atendimento ao público’ e também provar que tentaram convencer os gestores e não conseguiram.
Outro fator complicado é que os dias parados serão descontados, mesmo que o movimento esteja dentro da lei. E os dias parados serão descontados também do tempo para aposentadoria ou outros fins. Caso a lei seja aprovada, acaba de vez com a luta dos servidores públicos. Você concorda com isso?
O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) ajudou na aprovação da PEC 55, que congela por vinte anos investimentos no setor público, e também estar a postos para aprovar as reformas da previdência e trabalhista. Sem comentários!


Vicente Andrade
Share:

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

A invasão dos gringos em terras brasileiras



Na imensidão do Brasil podemos encontrar muitos gringos, uns passeando e outros já morando. A Bahia não escapa dessa invasão. Em Salvador, por exemplo, é visível a quantidade de coreanos, chineses e tantos outros gringos criando negócios, abrindo empresas e morando na cidade. No Bairro Dois de Julho é visível alguns bares e restaurantes de estrangeiros.   
Também podemos encontrar os gringos em lugares turísticos como Itacaré, Barra Grande, Ilhéus, Marau e Chapada Diamantina.      
Crescimento de estrangeiros no Brasil

De acordo com dados da Policia Federal o número de imigrantes aumentou em 160%, em dez anos. Ao todo, cerca de 120 mil estrangeiros deram entrada no Brasil, em 2015.

Entre eles haitianos, colombianos, argentinos, chineses, portugueses, espanhóis, norte-americanos e europeus estão vivendo  no Brasil. Se o nosso país  não está dando conta do próprio povo, imagine com os de fora!

Propriedade agrícola
  
A companhia chinesa Chongqing Grain Group anunciou, em 2010, a disposição de aplicar US$ 300 milhões na compra de 100 mil hectares no oeste da Bahia, para produzir soja.
Também em 2010, a Advocacia Geral da União restabeleceu restrições para grupos estrangeiros que desejem controlar a produção agrícola do país. Ou seja, comprar ou obter vastos hectares de terras.
Os críticos afirmam que negócios que envolvem o controle de grandes propriedades por grupos subordinados à estratégia de uma potência estrangeira, nem sempre, poderia seguir a lógica do Estado brasileiro.  
O ministro e deputado
O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, deseja que a câmara de deputados vote, logo após o carnaval, no projeto de lei que permite a compra de terras por grupos estrangeiros.
 O texto garante que o investidor estrangeiro poderá comprar até 100 mil hectares de terra (área três vezes maior que a cidade de Belo Horizonte).
O deputado Newton Cardoso Júnior (PMDB-MG), relator da nova proposta, já está com uma minuta do projeto de lei em suas mãos.
Quais sãos os interesses do ministro e do deputado para querer aprovar uma lei dessas?

Vicente Andrade
Informações do Estadão


  
Share:

Programa Bote Fé Entrevista o vereador Cláudio Nascimento


O Bote Fé! Você é a Sua Salvação! Um Programa Jornalístico a Favor da Cidadania! Entrevista o vereador de Ipiaú, Cláudio Nascimento.
Durante o bate-papo, Cláudio, falou da expectativa do mandando e também dos problemas da cidade de Ipiaú.

Além disso, falou sobre o impacto ambiental e sobre a inauguração dos 40% do saneamento básico do município.   

Este é um trecho do programa radiofônico Bote Fé! Transmitido toda quinta-feira, às 21h, pela sintonia da 105,9, Rádio Livre Comunitária de Ipiaú.

Mais informações: Acompanhe a entrevista





Share:

Novas regras para a previdência social podem cair



O presidente do Brasil, Michel Temer, e o presidente da câmara dos deputados, Rodrigo Maia, terão dez dias para explicar os detalhes da Pec 287/2016 que se trata da reforma da previdência.
Foto: Estadão

O mandando de segurança foi solicitado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso Mello, após receber uma solicitação de 28 deputados pedindo que interrompam a tramitação da PEC 287.

Os deputados alegam que o governo não prestou informações atuariais, ou seja, técnica especifica na administração de seguros e fundos de pensão.

Na solicitação dos deputados ainda indica que é necessário apresentar um estudo atuarial para confirmar o desequilíbrio nas contas da previdência e qual a necessidade de implantar as novas regras.
Entenda a Pec 287

A Pec defende o seguinte: A aposentadoria concedida para os brasileiros será a partir dos 65 anos. Para receber a contribuição o cidadão terá que contribuir por 25 anos.

O novo formato da previdência valerá para homens com menos de 50 e mulheres com menos de 45. Tá bom para você?

Vicente Andrade

Com informações do Valor Econômico  
Share:

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Bote Fé! Programa Jornalístico a Favor da Cidadania! Entrevista a comunidade

O Bote Fé! Você é a Sua Salvação! Um Programa Jornalístico a Favor da Cidadania!  Foi cobrir a Sessão Solene, na Câmara de Vereadores, colher alguns depoimentos da comunidade a respeito do que acharam do evento e o que precisa melhorar em Ipiaú.

Este é um trecho do programa radiofônico Bote Fé! Transmitido toda quinta-feira, às 21h, pela sintonia da 105,9, Rádio Livre Comunitária de Ipiaú.
Ouça a opinião;


Share:

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Decreto do Estado impede servidor público de Ipiaú a ingressar no mestrado


Está ficando cada vez mais difícil entender as ações da maioria dos nossos governantes e dai surge uma pergunta: De qual lado eles estão, do povo ou dos interesses próprios?

Fala-se tanto que a educação é um dos pilares fundamentais para o desenvolvimento de um país e o que se vê são ações contrárias ao discurso. 

Em se tratando da educação, o Governador do Estado da Bahia, Rui Costa, decretou em 2015 que os servidores da rede pública estadual estão impedidos de receberem licença para ingressar em curso de qualificação, por exemplo, pós-graduação, mestrado, doutorado e tantos os outros. Pode isso?

No artigo VIII do decreto é firmado para “suspender a reestruturação ou qualquer revisão de planos de cargos, carreiras e vencimentos da Administração direta, autárquica e fundacional, bem como planos de cargos e salários das empresas públicas e sociedades de economia mista, pertencentes ao orçamento fiscal e de seguridade social, que impliquem em aumento da despesa de pessoal”

No artigo IX também deixa claro para suspender a concessão de afastamentos de servidores públicos para realização de cursos de aperfeiçoamento ou outros que demandem substituição, salvo os já concedidos até a data de publicação deste Decreto”.

Prejudicados

Dentre os variados tipos de servidores públicos existem os professores, cada um deles buscam vias por meio de cursos de qualificação para contribuir com a carreira profissional e para melhor desenvolver o ensino aprendizado.

Por tanto, muitos estão sendo prejudicados por não poder ingressar nos cursos de qualificação.

Em Ipiaú, o professor de história do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, Albione Souza, ainda não conseguiu a licença para cursar o mestrado em história pelo campus da  Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em Alagoinhas. A distância entre Ipiaú e Alagoinhas tem cerca de 400 km.  
Albione Souza: Foto da pagina social

De acordo com Albione, a direção do colégio não hesitou em liberar a licença, mas ficaram impedidos devido ao decreto sancionado pelo governador.

O professor Albione entrou com um mandado de segurança para garantir o direito reservado aos servidores públicos. Neste momento, ele espera o julgamento do pedido pela justiça.

Ainda de acordo com Albione “A qualificação do professor refletirá na elevação da qualidade da educação pública. Ao invés do governo criar obstáculos para a formação do professor, deveria reservar vagas em mestrados para o ingresso dos professores da Rede Publica”.

Albione também afirmou que diversos professores da Bahia estão passando por esse mesmo problema.

Infrações das leis

O decreto citado acima, ressalva no art.1º que o “Decreto estabelece diretrizes para contenção de despesas de custeio e de pessoal, que deverão ser observadas pelos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, efetivadas por meio das fontes próprias do Tesouro Estadual e com recursos ordinários não vinculados.

Por outro lado fere a lei de Diretrizeses Base da Educação Nacional, que garante no Art. 67 o seguinte:  “Os sistemas de ensino promoverão a valorização dos profissionais da educação, assegurando-lhes, inclusive nos termos dos estatutos e dos planos de carreira do magistério público: - ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos; II - aperfeiçoamento profissional continuado, inclusive com licenciamento periódico remunerado para esse fim; III - piso salarial profissional; IV - progressão funcional baseada na titulação ou habilitação, e na avaliação do desempenho; - período reservado a estudos, planejamento e avaliação, incluído na carga de trabalho; VI - condições adequadas de trabalho.

Também existe a lei que garante recursos para o Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Professores que apresenta no  Art. 1o : É instituído, no âmbito de cada Estado e do Distrito Federal, um Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dosProfissionais da Educação - FUNDEB de natureza contábil, nos termos do Art. 60 doAto das  Disposições  Constitucionais Transitórias - ADCT.

A lei do FUNDEB ainda garante ”a aplicação do mínimo de 25% (vinte e cinco por cento) desses impostos e transferências em favor da manutenção e desenvolvimento do ensino”.

Vicente Andrade
Share:

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

O índice de pobreza no Brasil pode chegar a 20 milhões de pessoas



 
Estudos do Banco Mundial apontam que o número de pessoas vivendo na pobreza, no Brasil, irá aumentar de 2,5 milhões para 3,6 milhões, neste ano.

A maioria são adultos jovens, de áreas urbanas, com escolaridade média que perderam seus postos de trabalho formal.

Mesmo com a transferência de renda da bolsa família, o índice de pessoas vivendo na miséria era de 3,4%, em 2015. Ainda de acordo com informações do Banco Mundial, caso o Brasil não invista em transferência de renda, o número de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza pode aumentar para 4,6%.

De acordo com dados colhidos pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015, o Banco Mundial estima que 8,7% da população, ou 17,3 milhões de brasileiros, viviam abaixo da linha da pobreza naquele ano. Em 2015 o número de pobres já havia aumentado 1,3% em relação ao ano de 2014.

A estatística pode até parecer pouco, por outro lado, só quem vive nessas condições sabe das dificuldades para viver. Além disso, é uma amostra que ainda estão excluídos dos direitos fundamentais para a vida humana.

O Banco Mundial ainda aponta que para manter o índice de miséria no mesmo patamar de 2015 será necessário o investimento de 31 bilhões. Porém, o governo só possui 29,8 bilhões garantidos.

Foi o primeiro aumento da pobreza após uma década de quedas sucessivas. E as projeções do Banco Mundial apontam que a curva continuou ascendente em 2016 e assim permanecerá neste ano.

Para completar o cenário, segundo a instituição, o número de pobres deve chegar a 20,9 milhões de pessoas, sendo 9,4 milhões vivendo em estado de pobreza.
Vicente Andrade

Informações do Jornal O Globo     
Share:

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ministro defende liberação das drogas como forma de combater a violência e o tráfico



Foto:Pedro Ladeira 

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, é um dos poucos que defende a legalização da maconha como ato de combater o tráfico de drogas.

O ministro sustenta que com a liberação da maconha o poder das quadrilhas será minimizado. De acordo com Luís, os 50 anos de luta contra o tráfico foi um fracasso resultando em penitenciarias superlotadas e o aumento da violência nos presídios brasileiros, como aconteceu recentemente.

Luís ainda afirmou que “regulamentar a produção, venda e consumo de maconha, como já acontece no Uruguai, país vizinho, pode ser o primeiro passo para conter o crime mais perigoso do planeta”.

De acordo com dados do ministério da justiça, um em cada quatro presidiários homens, foi condenado por tráfico de drogas. De 2006 até o momento atual já foram presos mais cerca de 600 mil pessoas, se tornando a quarta maior do planeta. O crescimento de detendo foi de 55%.

Luís ainda disse que ou libera a maconha agora ou no futuro, após ter gastos bilhões encarcerando pessoas.

Por outro lado políticos conservadores e evangélicos pretendem posturas mais duras contra o tráfico de drogas.

Luís ressaltou que não está certo que a legalização das drogas funcione, mas está certo de que a guerra contra as drogas também não funciona. Além disso, o ministro completou que “não podemos continuar cometendo os mesmos erros, de novo e de novo”.

Vicente Andrade
Informações da folha de São Paulo      

   
Share:

17 políticos baianos estão na lista da lava-jato




Os tentáculos da corrupção estão espalhados por quase todo o Brasil, consequentemente, a Bahia não está fora da lista.
De acordo com documentos oficiais divulgados pelo Jornal A Folha de São Paulo, 17 políticos baianos foram citados na deleção premiada da Laja-jato.
Eleitores frisem bem o nome dos políticos para que futuramente possam ser questionados pela população.

O politico mais citado foi o Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), 67 vezes citado nas delações.
O segundo foi o Jacques Wagner (PT-BA), 37 vezes citados nas delações.
Antonio Brito (PSD-BA) foi citado sete vezes, Arthur Maia (PPS-BA), seis vezes. João Almeida (PSDB-BA) seis vezes, Jose Carlos Aleluia (DEM-BA), quatro vezes. Juthay Magalhães (PSDB-BA)  seis vezes.
 Lucio Vieira Lima (PMDB-BA) foi citado sete vezes. Em seguida Leur Lomanto Junior (PMDB-BA), Lídice da Mata (PSB-BA), Paulo Magalhães Junior (PV-BA) e Benito Gama (PTB-BA) foram citados três vezes.
Antônio Imbassahy (PSDB-BA), Colbert Martins (PMDB-BA), Claudio Cajado (DEM-BA) e Daniel Almeida (PC do B-BA) foram citados duas vezes.

Edvaldo Brito (PSD-BA) foi uma vez citado.
As citações dos políticos baianos nas delações são relacionadas a práticas ilegais de caixa dois e recebimento de propina.

O valor que cada um recebeu variou entre 30 mil a um milhão e meio de reais. Também nas citações, o dinheiro dado aos políticos foi utilizado nas campanhas eleitorais. A maioria dos políticos são deputados federais.


Prestem atenção nesses nomes e se caso eles vierem  pedir votos na região questionem o que eles fizeram por nós.


Vicente Andrade 


Share:

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Convite: Noite cultural do Costelinha com muita música e literatura é neste sábado (11)




O Costelinha Bar tem sido palco de eventos culturais da nossa cidade, lançamento de livros, sarau de poesias e música, além de ser um bom lugar para se divertir.

Estes são alguns elementos que integram as características do espaço.

E para da continuidade a questão cultural, neste sábado (11), á partir das 18h, será lançado o livro “PEPÊ PERGUNTADOR” do professor do Campus XXI da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), Vitor Hugo.

A obra é uma narrativa infanto-juvenil que conta a trajetória de um menino ipiauense às voltas com Sofia, professora de Filosofia, as duas paixões de Pepê.  

De acordo com Vitor Hugo “neste nosso tempo, em que os brinquedos são tão visuais, a literatura torna-se mais preciosa para o imaginário infanto-juvenil”.                        

Ainda de acordo com o autor, o livro é uma narrativa breve, uma espécie de conto, com doze partes distribuídas em 32 páginas.  Já a capa e ilustrações são de Jurnier Costa Pereira, artista plástico ipiauense.   As orelhas são de Alan Oliveira Machado, professor e escritor; a apresentação é de Giorgio Gonçalves Ferreira, Doutor em Filosofia e professor da Uneb, campus XXI.

Participação musical  

Durante o lançamento também será reservado o espaço para música, poesia e literatura para animar a noite cultural do Costelinha.

Jovens artistas da cidade e músicos irão fazer participações musicais. O palco é aberto para quem quiser tocar, cantar e declamar poesias.
Participe da noite cultural do Costelinha e faça parte dessa história cultural.

O Costelinha Bar fica situado na Avenida Getúlio Vargas, em frente a cesta do povo. O evento está previsto para iniciar às 18h.   


Vicente Andrade
Share:

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Costelinha convida você para lançamento de livro infantil neste sábado


A criança que lê e tem contato com a literatura desde cedo, principalmente se for com o acompanhamento dos pais, é beneficiada em diversos sentidos: ela aprende melhor, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor de forma geral. Por meio da leitura, a criança desenvolve a criatividade, a imaginação e adquire cultura, conhecimentos e valores.

Pensando em contribuir com o incentivo a leitura para as crianças, o Costelinha convida você para participar do lançamento do livro "Pepê perguntador, uma narrativa infanto-juvenil, neste sábado 11, as 18h, no Costelinha Bar, situado na avenida Getúlio Vargas, em frente a cesta do povo
A obra foi escrita pelo professor da UNEB, Vitor Hugo Martins. Leve seu filho e venha embarcar conosco nessa viagem..
Share:

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Comemos veneno?




O que comemos é saudável? De onde nasce o alimento que é posto em nossas mesas para satisfazer a beleza que é saciar a fome e degustar uma saborosa salada colorida?

Melhor seria se existissem  alimentos não contaminados com agrotóxicos. 
Por esse ponto de vista, os consumidores estão comendo o próprio veneno que pode proporcionar doenças como câncer, má formação congênita, alergias respiratórias, diabetes, distúrbios de tireoide, depressão, aborto e até Mal de Parkinson.

Alimentos contaminados

De acordo com dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), um terço dos alimentos consumidos cotidianamente pelos brasileiros estão contaminados por agrotóxicos. O pimentão lidera a lista – quase 92% das amostras analisadas apresentaram contaminação. Em seguida, aparecem o morango (63,4%), pepino (57,4%), alface (54,2%) e cenoura (49,6%).

O número elevado de agrotóxicos nos alimentos é preocupante, pois futuramente poderá causar transtornos para a comunidade gerando indesejáveis enfermidades. Aqui em Ipiaú, por exemplo, nós sabemos até de onde pode vir a  maioria das frutas, hortaliças e legumes, por outro lado pouco se sabe como é a procedência do plantio a colheita. Apenas compramos!

Uma possível saída

Para fortalecer o mercado e alimentar a cidade, a alta rotatividade da produção atropela etapas utilizando agrotóxicos. Você já se deparou com melancias esbranquiçadas por dentro e por fora, uma textura mole, um sabor diferente, ou quase sem sabor?  Já encontrei com algumas aqui em Ipiaú, assim sendo, com essas aparências, a fruta, certamente está contaminada. você já viu? 

A cidade de Ipiaú precisa criar vias para produzir o próprio alimento com diversidade e qualidade. Utilizar as terras que estão improdutivas e que podem produzir para alimentar nosso povo é uma das saídas.

A nossa cidade é praticamente agrícola e não devemos esquecer esta cultura peculiar da região. Investir na agricultura orgânica é um passo importante para contribuir com a alimentação saudável da comunidade ipiauense.



Vicente Andrade
Share:

Estudante de colégio público de Ipiaú ingressa na Universidade Federal da Bahia

Raíza Dias



Raíza Dias, atualmente possui 17 anos, filha de agricultor e de dona de casa, sempre frequentou o colégio público e se dedicando aos estudos deu o primeiro passo para iniciar a formação profissional.

Por meio da pontuação da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), Raiza, conseguiu uma vaga no curso de Bacharelado Interdisciplinar (BI), na Universidade Federal da Bahia.

De acordo com informações do site da UFBA o BI é uma modalidade de graduação plena oferecida por inúmeras universidades do Brasil e do mundo, compreendendo uma ampla articulação de conhecimentos e saberes interdisciplinares em Artes, Ciência e Tecnologia, humanidades e Saúde.  

As aulas estão previstas para iniciar em maio deste ano.

Colégio público

Raíza passou por três escolas em Ipiaú, Edwaldo Santiago, Lessa de Morais e por último, o Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães.

Raiza comentou que o “Modelo tem professores excelentes, mas que o estado poderia da atenção maior ao funcionamento do colégio. Mesmo assim, sou grata a todos os meus professores, eles foram importantes para a minha aprovação”.

De acordo com Raiza, o apoio dos familiares também foi importante para obter a aprovação no vestibular.

“Também sou grata aos meus pais e a meu irmão. Eles foram fundamentais durante os meus estudos, pois me incentivam e sempre apoiaram meus estudos. Sem eles não conseguiria nada” frisou Raíza.

Planos

Conversando com Raiza, ela ressaltou que pretende ingressar no curso de medicina pela vaga residual daqui a três anos ou por meio do processo seletivo.

“Quero cursar a área da medicina, vou continuar tentando até conseguir tanto pelos processos seletivos quanto, pelas vagas residuais”, afirmou Raíza.

Para finalizar, a futura universitária expressou a felicidade que está sentindo e ainda deixou um recado para a classe estudantil.

“ Estou muito feliz com a aprovação, não tenho nem palavras para dizer o que sinto. No curso irei adquirir mais conhecimento e aprendizagem e espero tudo de bom. O meu recado para os estudantes e que lutem pelo curso que desejam fazer”. Finalizou Raíza.


Vicente Andrade  
Share:

Bote Fé! Jornalismo a favor da Cidadania!

Bote Fé! Jornalismo a favor da Cidadania!

Seguidores

Bote Fé! Jornalismo a favor da cidadania!

Bote Fé! Jornalismo a favor da cidadania!

Confira nosso canal do Youtube

Casa do Fazendeiro

Casa do Fazendeiro

Bigoru Lanches

Bigoru Lanches

Agenda Ipiaú

Agenda Ipiaú

Produto revolucionário!

Produto revolucionário!
Vicente Andrade. Tecnologia do Blogger.

O costelinha

O costelinha

Açaí da Bahia

Açaí da Bahia

Cheiro do Campo

Cheiro do Campo

Salão Alto Astral

Salão Alto Astral

Shirokuma

Shirokuma

Estecip

Estecip

Nanda's Hair

Nanda's Hair

Sucos Bom d+

Sucos Bom d+

Positivo

Positivo

Sobrenatural Lanches

Sobrenatural Lanches

Academia Saúde e Vigor

Academia Saúde e Vigor

Blog Archive